Informe do DIA: As 12 prefeituras de Crivella

Integrantes da base do prefeito dizem que hoje há “12 prefeituras”, alusão à suposta falta de integração entre secretarias e núcleo central do governo

Por O Dia

Rio - De diferentes partidos, integrantes da base de Marcelo Crivella (PRB) dizem que hoje há “12 prefeituras” — uma alusão à suposta falta de integração entre as secretarias e o núcleo central do governo. Na Câmara, há ameaças nem tão veladas à governabilidade de Crivella. Uma vereadora chegou a subir o tom com o prefeito para criticar o secretário de Conservação e Meio Ambiente, Rubens Teixeira.

“Ele (Teixeira) vive me dizendo que não tem grana para fazer obra no meu bairro, mas esteve na minha rua esta semana e conversou diretamente com os moradores. Com o meu eleitorado! Isso é desmoralizador, prefeito!”, chiou a parlamentar, via áudio de WhatsApp. A bronca da Câmara se estende a outros secretários que, como Teixeira, têm pretensões eleitorais. Entre eles: Clarissa Garotinho (PRB), Indio da Costa (PSD) e Teresa Bergher (PSDB).

Outros dois

As críticas também atingem o secretário de Transportes, Fernando Mac Dowell, e o chefe da Casa Civil, Ailton Cardoso. Estes não almejam se candidatar.

Irritação

A turma do Palácio Pedro Ernesto reclama que Clarissa Garotinho, à frente da Secretaria de Trabalho e Renda, colocou seus afilhados políticos para comandar as Naves do Conhecimento. Jairinho (PMDB) é um dos mais revoltados com a situação.

Irritação 2

Na Assistência Social, Teresa Bergher é acusada de fazer o mesmo nas Academias da Terceira Idade.

Avaliação interna

“É bom que haja autonomia para os secretários, mas muitos não seguem o plano de governo. Antes de ser afastado da Casa Civil, o Marcelinho (filho de Crivella) cuidava disso”, avalia pessoa próxima ao prefeito.

Sem ciumeira

Apesar de ter quatro aliados pré-candidatos ao Palácio Guanabara ano que vem, Crivella não esconde sua predileção por Indio da Costa, seu secretário de Habitação. Anthony Garotinho (PR), que também avalia se candidatar, comenta: “Caso eu concorra, não vou encarar o apoio ao Indio como flechada nas costas.” Mas diz que, se disputar, secretários de Crivella vão lhe declarar apoio. E que não está falando apenas da filha.

Fator cárcere

Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Domingos Brazão, que tem fama de durão, chorou, sábado, em Bangu 8.

Tô fora

Em meio à turbulência na Assembleia Legislativa, Paulo Melo (PMDB) se mandou para... Portugal. Amigos do deputado dizem que a viagem em família, que dura uma semana, estava planejada há tempos.

Últimas de Rio De Janeiro