Família de Maria Eduarda é recebida por Pezão no Palácio Guanabara

Menina foi morta dentro da Escola Daniel Piza na semana passada

Por O Dia

Rio - A família da adolescente Maria Eduarda Alves da Conceição, de 13 anos, foi ao Palácio Guanabara para se encontrar com o governador Luiz Fernando Pezão, na manhã desta sexta-feira. A menina foi baleada e morta dentro da Escola Municipal Daniel Piza, em Acari, Zona Norte do Rio, na semana passada.

Família da adolescente Maria Eduarda foi ao Palácio Guanabara conversar com PezãoMaíra Coelho / Agência O Dia

O pai, a mãe e o irmão da vítima foram ao local acompanhados do advogado João Tancredo. Do lado de fora do Palácio, outros dois parentes seguravam uma faixa com os dizeres "Maria Eduarda: esse caso está nas mãos de Deus".

A Secretaria Municipal de Educação vai pedir uma reunião com a Secretaria de Segurança e com o Comando-Geral da Polícia Militar para estabelecer um protocolo que discipline a ação policial em comunidades a fim de evitar que a polícia realize operações em comunidades nos horários de entrada e saída de alunos das escolas.

Parentes levaram faixa em homenagem à Maria EduardaMaíra Coelho / Agência O Dia

A informação foi divulgada pelo secretário da pasta, Cesar Benjamin, nesta quinta-feira, durante a cerimônia de reabertura da escola onde Maria Eduarda foi atingida. Benjamin explicou que o protocolo pede que não haja operações nas favelas no mesmo horário de entrada e saída das crianças nos colégios. "A ideia é que cada comandante receba uma delegação de escolas da região para discutir e validar o protocolo. Queremos que as escolas sejam um lugar de paz e também garantir a vida dos nossos alunos, professores e funcionários", afirmou.

Uma semana após a morte da adolescente Maria Eduarda, a escola reabriu nesta quinta. A secretaria preparou um culto ecumênico e outras atividades no local. Além disso, jogadores de basquete do Flamengo, time de coração da vítima, também participaram da cerimônia, como o técnico José Neto, o pivô JP Batista e o supervisor da equipe André Guimarães. Entretanto, as aulas retornam somente na segunda-feira, seguindo um plano elaborado especialmente para os alunos da Daniel Piza.

"Vai ser gradativa (a volta), sob o comando de uma equipe de psicólogos que está aqui trabalhando em tempo integral. As atividades serão retomadas inicialmente na parte lúdica, esportiva, e analisando a cada momento, dando assistência a cada estudante, para que gradativamente a escola recupere a sua grade normal de ensino", disse o secretário.

Últimas de Rio De Janeiro