PM prende mais um suspeito de matar policial em blitz da Lei Seca em Queimados

Sargento Anselmo Alves foi morto na última terça-feira. Outro criminoso foi preso na quarta-feira e um morreu durante a troca de tiros

Por O Dia

Rio - Policiais do 24º BPM (Queimados) prenderam, na manhã desta sexta-feira, mais um suspeito de participar da morte do policial militar Anselmo Alves, durante uma blitz da Lei Seca em Queimados, na Baixada Fluminense, na última terça-feira. A prisão de Luiz Felipe Monteiro da Conceição aconteceu em Nova Belém, em Japeri.

O PM Anselmo Alves foi morto em QueimadosReprodução

Na manhã de quarta-feira, horas após o crime, agentes da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) prenderam em flagrante Mateus Anderson Guimarães, de 18 anos, outro envolvido n crime.

Segundo as informações, os policiais estavam de serviço, na noite de terça-feira, apoiando agentes do Detran-RJ na operação, quando perceberam que três indivíduos haviam estacionado o veículo Honda Civic, cor cinza, e seguido a pé.

Os policiais desconfiaram do comportamento dos suspeitos e fizeram a abordagem do trio. Durante a revista, Willian Cunha de Jesus sacou uma pistola calibre 9 mm e  disparou contra os policiais. O sargento Anselmo Alves acabou morto e outro ficou ferido. Na troca de tiros, os policiais conseguiram atingir Willian, que morreu no local. 

De acordo com as informações, Mateus, Willian e Luiz Felipe foram reconhecidos por roubarem um pedestre em Seropédica e um roubo a estabelecimento comercial em Nova Iguaçu.

As investigações constataram que o veículo usado pelo grupo era clonado. Os agentes também recuperaram três celulares roubados pelos bandidos, além de R$ 785,00 em espécie.

Agentes recuperaram três celulares roubados pelos bandidos%2C além de R%24 785 em espécieDivulgação


Últimas de Rio De Janeiro