Amigos e namorada se despedem de jovem morto em assalto

Miguel Ayoub e Tayssa Freitas foram rendidos por assaltantes. Ao tentar fugir, ele acabou baleado

Por O Dia

Thayssa e Miguel, casal que foi assaltado em LaranjeirasReprodução Internet

Rio - A jovem Tayssa Freitas, namorada de Miguel Ayoub, morto ao ser baleado nesta sexta-feira ao tentar fugir de um assalto em Laranjeiras, publicou uma homenagem a ele em seu Facebook: "Ele partiu do lado das duas coisas que ela mais amava, a Tayssa e moto", disse. Junto à declaração, ela compartilhou ainda diversas fotos do casal - em muitas delas, eles aparecem usando roupas de motociclismo. "Pensei que poderia proteger ele nos meus braços, porém foi ali que ele partiu. (...) Eu já tinha um anjo todos os dias, agora ele aprendeu a voar!", concluiu a moça. 

Além de Tayssa, dezenas de amigos e familiares do rapaz também deixaram suas homenagens na rede social, e demonstraram indignação com o crime. "É uma pena a sua partida. Não dá para aceitar uma covardia dessas. Não dá para aceitar que estamos vivendo contando com a sorte", diz uma das mensagens marcadas no mural de Miguel. 

Parentes irão se reunir em protesto e oração às 21h desta sexta-feira próximo ao local do crime, na Praça Del Prete, sob o viaduto Eng. Noronha, em Laranjeiras. 

Homenagem a jovem morto por ladrões em LaranjeirasFOTOS%3A ESTEFAN RADOVICZ

Relembre o caso

De acordo com relatos, Miguel Ayoub estava com a namorada em uma moto, quando eles foram abordados por dois bandidos em outra motocicleta. Ele tentou fugir e acabou sendo baleado. Ele chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital Miguel Couto, mas não resistiu.

A Polícia Militar informou que foi acionada por volta das 23h40. Ao chegarem no local, os PMs se depararam com a vítima já caida no chão. De acordo com a Polícia Civil, o caso foi inicialmente registrado na 9ª DP (Catete), mas foi encaminhado para a Delegacia de Homicídios da Capital (DH) que prosseguirá com as investigações.

Triste coincidência

Há exatos 19 anos, outro jovem entrava para a estatisca da violência na cidade. Também em Laranjeiras, a estudante Ana Carolina da Costa Lino, de 18 anos, morreu após ser baleada cinco vezes, vítima de uma tentativa de assalto. Nesse caso, eram os mesmos 300 metros que separavam a ação dos criminosos do Palácio Guanabara, sede do governo estadual.

Últimas de Rio De Janeiro