Padre Omar: a nossa festa da misericórdia

Aproveite este dia de tantas bênçãos! Faça um momento de louvor, confiante, à Misericórdia Divina

Por O Dia

Rio - Você já fez coisas erradas? Tem consciência de que, mesmo querendo fazer o bem, muitas vezes acaba por não conseguir? Reconhece que tem limitações? Se sim, provavelmente, graças à humildade do seu coração, você também será capaz de perceber e acreditar que a existência de Deus é real. E, mais do que isso: que Ele é bondoso, misericordioso!

Eu sei que muita gente acredita que Jesus se entregou, por amor, naquela cruz, para nos alcançar a salvação. Mas eu percebo que há quem, justamente por reconhecer a grandeza do Senhor, se sente pequeno demais, pecador demais, e por isso não cresce na intimidade com Deus. Então, eu preciso contar para você que, uma vez ao ano, no primeiro domingo após a Páscoa (hoje!), a Igreja celebra a nossa festa: a Festa da Misericórdia, direcionada àqueles que se reconhecem pecadores e descobrem que precisam experimentar o maior atributo de Deus: a misericórdia.

Foi Santa Faustina, canonizada por São João Paulo II em 18 de abril de 1993, que revelou ao mundo o desejo de Jesus de que essa festa passasse a acontecer, para atrair pecadores a Deus: “Sou o Rei da Misericórdia, desejo que no primeiro domingo depois da Páscoa a imagem seja exposta publicamente.” (Diário 88)

Note o carinho de Jesus e abra o coração para receber as graças prometidas: “Nesse dia, estão abertas as entranhas da minha misericórdia. Derramo todo um mar de graças sobre as almas que se aproximam da fonte da minha misericórdia. Nesse dia estão abertas todas as comportas divinas pelas quais fluem as graças. Que nenhuma alma tenha medo de se aproximar de mim, ainda que seus pecados sejam como o escarlate.” (Diário 699)

Aproveite este dia de tantas bênçãos! Faça um momento de louvor, confiante, à Misericórdia Divina — se possível às 15h rezando o Terço da Misericórdia, e diga com fé: “Jesus, eu confio em vós!”


Padre Omar é o Reitor do Santuário do Cristo Redentor do Corcovado.
Faça perguntas ao Padre Omar pelo e-mail padreomar@padreomar.com. Acesse também www.padreomar.com e www.facebook.com/padreomarraposo

Últimas de Rio De Janeiro