Delegacia especializada em armas e munições faz sua primeira prisão

Desarme prendeu nesta terça-feira Leo Banana, um dos principais fornecedores de armas e munições para facções criminosas

Por O Dia

Rio - A Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme), criada no último dia 20, realizou sua primeira prisão e apreensão na tarde desta terça-feira. Leonardo do Nascimento Pereira, conhecido como Leo Banana, é apontado como um dos principais fornecedores de armas e munições para uma facção criminosa do Rio, segundo a polícia. A Desarme apreendeu 900 balas de pistola calibre 9mm.

Munições apreendidas com Leo Banana%2C um dos principais fornecedores de armas e munições para facções criminosasDivulgação

A operação contou com o apoio da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA). Leo Banana foi preso em um posto de gasolina próximo ao Morro Faz Quem Quer, em Rocha Miranda. Ele estava com um carro clonado, que era produto de roubo. As munições estavam escondidas em um compartimento do motor.

De acordo com a Desarme, Leo era a ponte entre quadrilhas especializadas em venda de armas e munições que atuam na fronteira do país. 

Ele foi preso em flagrante e será indiciado pela prática dos crimes de receptação e porte irregular de arma de fogo de uso restrito.

A Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme) foi criada a menos de uma semana, em uma cerimônia na Cidade da Polícia. A Desarme vem a ser uma recriação da extinta Delegacia de Repressão a Armas e Explosivos (Drae), que fechou em 2011. Participou o secretário de Segurança do Rio, Roberto Sá, que defendeu penas mais duras para quem for pego com armas, principalmente fuzis.

Leo Banana foi preso em um carro clonado que foi roubado. Dentro do compartimento do motor havia 900 munições de pistolaDivulgação


Últimas de Rio De Janeiro