Suspeitos de matar e queimar corpo de casal em Valença são presos

Após roubo em agosto no ano passado, homens voltaram e mataram as vítimas por medo de serem identificados

Por O Dia

Rio - Três suspeitos de matar e queimar o corpo de um casal foram presos, na manhã desta quarta-feira, por policiais da 91ª DP (Valença) oito meses após roubarem as vítimas em Valença, no Sul Fluminense. Segundo a Polícia Civil, Julio Paiva Maia, José Afonso de Oliveira e Marcelo da Silva Vale confessaram ter assassinado André Luiz Guerra de Oliveira, 49 anos e Silvânia da Silva Carvalho, 42 anos.

O crime bárbaro deixou os moradores da cidade perplexos. Os agentes relataram que os bandidos assaltaram o sítio do casal, que fica perto do Parque Estadual da Serra da Concórdia, em agosto de 2016, levando R$ 118 mil provenientes da venda de gado que era guardado no local.

Ainda segundo os policiais, André teria contado para moradores da cidade sobre o assalto. Os criminosos souberam da informação e, com medo de serem presos, foram ao local e mataram os dois a tiros. Em seguida, o triou colocou fogo na residência, que ficou completamente destruída.

Os corpos carbonizados de André e Silvânia foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Barra do Piraí. Eles deixam três filhos. O delegado Luciano Santos, da 91ª DP, já pediu a prisão temporária dos suspeitos que, a princípio, serão indiciados por homicídio, associação criminosa e posse e ocultação de arma de fogo e munições de uso restrito.

Últimas de Rio De Janeiro