Comércio fecha as portas após morte de traficante no Turano

Homem foi morto durante operação nesta quarta. Lojas e supermercados da Tijuca e Rio Comprido foram fechados a mando do tráfico nesta quinta

Por O Dia

Rio - Lojas e supermercados da Tijuca e do Rio Comprido fecharam as portas, na manhã desta quinta-feira, após a morte de um dos chefes do tráfico de drogas no Morro do Turano. Gilson Baixinho foi assassinado, nesta quarta-feira, após uma operação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) na comunidade.

Comércio fechou as portas na TijucaWhatsApp O DIA (98762-8248)

O comércio mais prejudicado foi na Rua Haddock Lobo, na altura do Club Municipal e da Rua Professor Gabizo, e no Largo da Segunda Feira, na Tijuca, Zona Norte. Por meio das redes sociais, os moradores relataram um clima de apreensão na região. "Estou com medo de voltar para casa", disse um deles. "Os bandidos estão tomando conta da cidade", afirmou outro internauta. "Todos precisam tomar cuidado pela área", pediu mais um.

Em nota, a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) informou que não houve registros de confrontos no Turano na manhã desta quinta-feira e que o "policiamento na região está reforçado para garantir a segurança dos comerciantes e moradores". A PM disse que policiais do 4ºBPM (São Cristóvão) também foram acionados e "viaturas foram deslocadas ao local para monitorar a situação e garantir a segurança".

Últimas de Rio De Janeiro