Diocese de Volta Redonda promove ato em frente a CSN

Ação contra reformas reúne 3 mil pessoas

Por O Dia

Rio - Pelo menos 3.000 pessoas estão reunidas numa manifestação neste momento, na entrada da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), na Avenida Beira Rio, em Volta Redonda, no Sul Fluminense.

Manifestantes se reuniram em protesto contra as reformas do Governo TemerWhatsApp O DIA (98762-8248)

O ato, promovido pela Diocese de Barra do Pirai-Volta Redonda, com apoio de diversos sindicatos, oposição sindical metalúrgica, associação de moradores e Movimentos Ética na Política (MEP), marca o Dia do Trabalho no município.

De acordo com os organizadores, o movimento também protesta contra as reformas trabalhistas e da Previdência, redução de direitos trabalhistas conquistados, e chama a atenção para acidentes que ocorreram dentro das CSN, e a recepção dá imagem de Nossa Senhora Aparecida peregrina.

Após o ato, os trabalhadores deverão seguir para a Igreja de São Sebastião, no bairro Retiro, onde acontecerá uma missa em homenagem a categoria. O chamado Fórum de Resistência da Cúria Diocesana, que ajuda a promover o ato, reúne aproximadamente 200 pessoas de diversas entidades como oposição Metalúrgica; Conlutas;  pastoral operária,  associações de moradores; além de funcionários da CSN, Ministério Público Federal (MPF-VR) e empresas terceirizadas da CSN.

Últimas de Rio De Janeiro