Foragido líder de facção do Rio Grande do Norte é recapturado no Rio

Wildson Alves da Silveira era chefe do tráfico e já havia sido condenado a 16 anos de prisão por homicídio

Por O Dia

Wildson Alves da Silveira estava foragido da Justiça do Rio Grande do NorteDivulgação

Rio - Policiais do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE) prenderam, na tarde desta segunda-feira, um criminoso procurado pela Justiça do Rio Grande do Norte. Wildson Alves da Silveira, também conhecido como Binho ou Beck, 26, dirigia na Linha Vermelha, na altura de Duque de Caxias, Baixada Fluminense, quando foi abordado pela polícia. Ele confessou que estava foragido desde março. 

Wildson era um dos líderes da facção potiguar Sindicato do Norte. Segundo a Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, ele teria sido o mandante de diversos homicídios que ocorreram na Zona Leste de Natal, ao longo dos últimos dois anos.

Ainda segundo a DHPP, ele teria continuado a comandar o tráfico e dar ordens de execuções em Natal, mesmo foragido.

Ele havia sido condenado a 16 anos de prisão por um homicídio e foi preso em fevereiro deste ano, mas fugiu da Cadeia Pública de Natal Raimundo Nonato no mês seguinte. Como ele estava foragido, havia um mandado de prisão contra ele. Ele foi levado para a 59ª DP (Duque de Caxias).

Rebeliões

Em nota, a PM do Rio apontou que Wildson estava envolvido nas rebeliões que ocorreram na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Natal, no início deste ano. A informação foi desmentida pela Polícia Civil do Rio Grande do Norte - Wildson não estava preso à época das rebeliões.

Últimas de Rio De Janeiro