Bope faz operação no Complexo do Alemão

Tiroteio assusta moradores e deixa mais de 1.600 alunos sem aula. Quatro pessoas foram baleadas e a PM diz se tratar de suspeitos

Por O Dia

Rio - Uma intensa troca de tiros, na manhã desta quinta-feira, assusta moradores do Complexo do Alemão, na Zona Norte, durante uma operação do Batalhão de Operações Especiais (Bope), que trocou tiros com traficantes.

Policiais do Bope no Complexo do AlemãoWhatsApp O DIA (98762-8248)

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (SME), uma escola e cinco Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDI's) estão sem atendimento, deixando 1.683 crianças e adolescentes sem aulas.

Quatro pessoas foram baleadas e moradores fizeram protesto pedindo paz na comunidade. 

Moradores da Grota%2C no Complexo do Alemão%2C fazem protesto pedindo pazTwitter / Voz das Comunidades

Procurada, a PM disse que o Bope foi acionado após as bases da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) serem atacadas. Já a UPP não se pronunciou sobre o assunto. A operação neste período da manhã ocorreu quando milhares de trabalhadores e crianças deixavam suas casas.

As quatro pessoas baleadas ainda não foram identificadas. Segundo a PM, eles seriam suspeitos de tráfico. "Moradores informaram aos policiais, que atuam na ação, sobre quatro suspeitos feridos socorridos por populares a hospitais da região", diz a corporação em nota. Não há informações sobre o estado de saúde deles. Moradores da Grota, muitos deles em motos e fazendo buzinaço, fizeram um protesto pedindo paz.

Últimas de Rio De Janeiro