Moradores de Vila Isabel realizam passeata contra a violência

Protesto tem como objetivo chamar atenção das autoridades para o crescente aumento da violência no bairro

Por O Dia

Rio - Os moradores de Vila Isabel foram às ruas neste domingo protestar contra a onda de violência que vem crescendo na região, na Zona Norte do Rio. Com medo de sair de casa, eles reclama que o número de assaltos aumentou consideravlemente na localidade.

A passeata teve iniciou às 9h da manhã, no Boulevard 28 de setembro, e segue até o fim da avenida, na Praça Sete. Segundo a organização, um carro de som deve parar em frente a quadra da Vila Isabel para uma das vítimas fazer o seu relato ao microfone. 

Ruas de Vila Isabel foram tomadas por moradores na manhã deste domingo em protesto contra o alto índice de violência no localReprodução Internet

Com expectativa de mais de mil pessoas, o evento ganhou força nas redes sociais devido ao grande clima de insegurança vivido no local. "Eu não temos mais paz, é tiro todo dia a noite parece uma guerra, é banco explodindo,assaltando comercio e pedestres ,tiroteio na rua, um verdadeiro inferno. Queremos a Vila Isabel conhecida por ser reduto de samba, com ótimo comercio, moradores felizes de volta", disse Raquel Galiazzi, uma das moradoras a frente do movimento. 

Violência desenfreada na Vila

Os números da violência em Vila Isabel assustam. Segundo os dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), 78 veículos foram roubados em fevereiro deste ano, enquanto no mesmo período de 2016 foram 50. Outro índice que sofreu um aumento foi o de roubos de celular: 44 casos contra 33. 

Procurada pelo DIA, a Polícia Militar informou que a região é patrulhada de "forma dinâmica por meio de rondas em viaturas e motos". Além disso, o 6º BPM (Tijuca), batalhão responsável pelo bairro, afirmou que há ações de abordagem e revista nas vias da área. "Entre novembro de 2016 e janeiro de 2017, o batalhão apreendeu 29 armas de fogo na área de atuação", destacou.

Últimas de Rio De Janeiro