Informe do DIA: pepino olímpico

Empresas de engenharia afirmam que Eduardo Paes deixou de pagar R$ 250 milhões a 160 empreiteiras

Por O Dia

Presidente da Associação das Empresas de Engenharia do Estado (Aeerj), Luiz Fernando Reis afirma que a gestão de Eduardo Paes (PMDB) deixou de pagar dívida de R$ 250 milhões que o município teria com cerca de 160 empreiteiras. A maior parte referente a obras voltadas para Olimpíada.

“Quando prefeito, o Paes pediu a várias construtoras que tocassem essas obras. Os contratos estabeleciam reajustes. Só que, no início do ano passado, numa decisão unilateral e arbitrária, ele publicou um decreto que cancelou os reajustes. Foi uma pedalada contratual.”

Por meio de assessoria, Paes alegou que a Justiça concedeu decisão favorável à prefeitura.


Processo no TCM
O caso foi parar no Tribunal de Contas do Município. Em 20 de abril, o conselheiro Antônio Carlos Flores de Moraes votou de forma favorável à Aeerj. Como Felipe Puccione pediu vista, o processo segue suspenso.

Prioridades
Secretário mais influente na gestão de Paes, Pedro Paulo Carvalho (PMDB) afirma que a prefeitura não é obrigada a pagar o valor e defende o decreto publicado ano passado. “Na crise, tivemos que estabelecer prioridades. O TCM não é órgão deliberativo, mas auxiliar da Câmara Municipal. Faz recomendações. A Justiça já deu ganho de causa ao município. O prefeito Marcelo Crivella (PRB) vai ter que decidir se cuida das pessoas ou das empreiteiras”.

No mais
A prefeitura avalia o caso.

Página institucional
Política pública e política partidária se misturam na Secretaria Municipal de Assistência Social. A pasta divulgou em sua página institucional no Facebook a... eleição da secretária Teresa Bergher para a presidência do PSDB carioca.

IPTU
Com relação à nota publicada sábado, em que um aliado de Crivella citou imóvel de Pezão, na Barra da Tijuca, como exemplo para corrigir distorções no IPTU, o governador pede para reforçar que não há ilegalidade. “No Imposto de Renda é proibido atualizar o preço do imóvel pelo valor de mercado. Tem que ser mantido o valor original da compra.” No caso em questão, o apartamento custava R$ 168 mil em 1997.

Popularidade virtual
Nada como uma faixa presidencial. Recém-eleito presidente da França, o centrista Emmanuel Macron viu seu número de seguidores no Instagram saltar após o resultado das urnas — de 91 mil para 142 mil. Abriu vantagem sobre a radical Marine Le Pen, que hoje tem 82 mil.

Últimas de Rio De Janeiro