Taxista é morto a tiros na Tijuca

Segundo testemunhas, ele estava entrando em uma academia quando foi atacado na manhã desta terça-feira

Por O Dia

O taxista Cleuber Soares de Araújo foi morto na TijucaRafael Nascimento / Agência O DIA

Rio - Um taxista foi morto a tiros, na manhã desta terça-feira, na Rua Pereira de Siqueira, na Tijuca, Zona Norte do Rio. A informação foi confirmada pelo 6º BPM (Tijuca). Cleuber Soares de Araújo, de 43 anos, foi abordado enquanto estava entrando em uma academia por volta das 6h. Segundo a polícia, quatro homens armados estavam dentro de um veículo e três deles desceram para tentar assaltar a vítima.

De acordo com as primeiras informações, o taxista saiu do carro para reagir ao roubo, brigou com os assaltantes e tentou fugir, mas foi baleado no local. Até o momento, a Polícia Civil não informou quantos tiros atingiram Cleuber, mas cinco cápsulas foram encontradas no chão depois do crime e o carro estava com pelo menos três perfurações no lado do carona.

Taxista foi morto na TijucaDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

Ele era pai de dois filhos e sua mulher está grávida da terceira criança. Cleuber trabalhava em uma cooperativa no Aeroporto Santos Dumont. "A Tijuca está insustentável. Ele era o nosso companheiro", lamentou Antônio Rodrigues, de 54 anos, que trabalhava na mesma empresa de táxi.

Por meio das redes sociais, os internautas relataram muitos tiros no início desta manhã. "Fui acordada com os tiros na rua. Um horror!", disse um deles. "Não temos mais sossego aqui no bairro", lamentou outro.

Reportagem do estagiário Rafael Nascimento e colaboração de Gabriela Mattos


Últimas de Rio De Janeiro