Vídeo de banda do Exército tocando o Hino do Flamengo divide internautas

Imagens, de pouco mais de um minuto, estão no Youtube

Por O Dia

Rio - Um vídeo  que está circulando pelas redes sociais, através do canal Youtube, mostrando uma banda do Exército executando o hino do Flamengo - que se sagrou campeão carioca no último domingo sobre o Fluminense-, está provocando polêmica entre os internautas. As imagens, de pouco mais de um minuto, mostram uma banda da corporação desfilando e tocando o hino rubro-negro. 

Quem postou, no último dia 8, não mencionou em que unidade teriam sido gravadas as imagens. Também não há menção de data. No domingo, um policial militar do 19º BPM (Copacabana), foi detido disciplinarmente depois de "hastear" uma camisa do clube da Gávea junto à Bandeira Nacional.

No vídeo da banda do Exército, um soldado, empolgado com a "ousadia", como classifica alguns internautas, aparece duas vezes no primeiro plano da câmera e diz: "Excelente! Muito Bom! Isso aqui é Flamengo p." e "Flamento, c.". Ele ainda sai correndo e pulando atrás da formação que está executando a música.

Em nota, assessoria de imprensa do Comando Militar do Leste (CML) informou que a corporação não vê nenhum ato de indisciplina no vídeo. "As bandas militares, além da participação no cerimonial militar, têm, entre suas finalidades, o objetivo de estimular o moral da tropa, através da execução de repertórios que podem variar de hinos e canções militares a músicas populares", diz um trecho do documento (veja a nota na íntegra mais abaixo).

Nas redes sociais, o vídeo, já visualizado por 4.704 pessoas, o assunto divide opiniões. "Acho falta de respeito", postou uma mulher. "Sinceramente, não vejo nada demais. A tropa, nitidamente, não está em em nenhuma missão oficial. Está dentro de um quartel, num ensaio da banda, ora bolas", comentou outro internauta.

"Os batalhões costumam tocar o hino de todos os clubes nas bandas, após ensaios dos hinos do Brasil e interno. Agora, desfilar tocando o hino do Flamengo, aí já é demais", comenta um oficial da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman).

"Esses vídeos aparecem de vez em quando, sempre que um clube conquista um título. Estão polemizando a toa isso", completou uma servidora pública.

No caso do PM de Copacabana, a corporação informou que a atitude do policial "feriu o regulamento interno da Polícia Militar". Segundo relatos, o PM, que não teve a identidade revelada, divulgou a imagem em um grupo policial do batalhão.

Leia a íntegra da nota do Comando Militar do Leste

A Seção de Comunicação Social do Comando Militar do Leste esclarece que as bandas militares, além da participação no cerimonial militar, têm, entre suas finalidades, o objetivo de estimular o moral da tropa, através da execução de repertórios que podem variar de hinos e canções militares a músicas populares.

Pode-se observar, também, que o referido vídeo não retrata uma apresentação oficial em cerimônia militar e, sim, um deslocamento rotineiro no interior de um quartel.

A Seção de Comunicação Social do Comando Militar do Leste aproveita para convidar o público leitor de O Dia para, no próximo dia 25, às 16h, assistirem ao projeto Banda no Palácio. Com mais de 10 anos de existência, o projeto traz bandas militares às escadarias de entrada do Palácio Duque de Caxias, na Avenida Presidente Vargas, ao lado da Central do Brasil. No repertório, músicas populares, clássicas e marchas militares. É uma oportunidade gratuita para encantar-se com grandes temas musicais tocados ao vivo e conhecer de perto o trabalho das bandas militares, que buscam divulgar os valores culturais do Exército Brasileiro.

Últimas de Rio De Janeiro