Reclamar Adianta: E quem paga a conta é você!

No Dia das Mães, segundo Confederação de Dirigentes Lojistas, sete em cada 10 brasileiros darão presentes, injetando quase R$ 14 bi na economia

Por O Dia

Rio - Neste Dia das Mães, segundo a Confederação de Dirigentes Lojistas, sete em cada dez brasileiros presentearão suas mães, injetando quase R$ 14 bilhões na economia. Apesar disso, 27% pensam em diminuir os gastos neste ano. Chega-se à conclusão de que a maioria dos consumidores não pretende gastar mais do que no ano passado. O que poucos sabem é que boa parte do dinheiro para os presentes das mães está reservada para tributação. Em média, 42% do valor investido em um presente de Dia das Mães vai para os cofres públicos, por meio do ICMS, PIS, COFINS, IPI, entre outros. Se o presente for um buquê de flores, 17,71% do valor pago será referente a impostos. Já se a escolha for uma bolsa de couro, você pagará 41,52% de impostos. Brasileiros estão entre os que pagam mais tributos no mundo.

Lombadas e buracos!

Fica quase impossível atravessar a rua na altura da estação do BRT Santa Eugênia, em Paciência. O asfalto é todo irregular, cheio de lombadas e buracos! Idosos, mães com crianças de colo ou carrinhos de bebê sofrem para atravessar a pista. Precisamos que as autoridades do município tomem alguma providência para resolver o problema. Maria da Glória Cardoso, Paciência

Uma equipe técnica será encaminhada ao local para fazer uma vistoria e tomar as devidas providências. Assessoria de Seconserma

Comprei e não recebi!

No dia 15 de abril, fiz uma compra na Toque a Campainha de Bento Ribeiro. A entrega foi marcada para 24 de abril, mas me ligaram e informaram que a minha rua é íngreme e o que caminhão de entregas não conseguiria chegar até minha casa. Desde então, são só remarcações e nada de entregarem o produto. Rejane Marcos da Mota, Engenheiro Leal

A Toque a Campainha informa que entrega do produto foi feita dia 04/05/2017 e montagem dia 05/05/2017. Assessoria de Imprensa Toque a Campainha.

"O garantia fiador é um título de capitalização que substitui papel do fiador ou outras garantias"%2C Elisete Cristina Veríssimo%2C superintendente de Capitalização do MAPFREDivulgação

Iluminação pública

Moro na Estrada Santa Isabel, no bairro Eliane, em São Gonçalo. Somente nesta rua há três postes sem luz. Já entramos em contato com a prefeitura do município diversas vezes. Helenice de Souza, Santa Isabel – São Gonçalo

Por determinação do Ministério Público, o contrato com a empresa que prestava o serviço de iluminação pública foi cancelado, devido a irregularidades encontradas. A prefeitura já deu início a um novo processo licitatório. A demanda foi encaminhada ao setor responsável para que a situação seja normalizada assim que possível. Assessoria de Imprensa Prefeitura de São Gonçalo

Desperdício de água

Os moradores do prédio localizado na Rua Aimoré pedem a colaboração deste conceituado e respeitado canal de defesa do cidadão junto a CEDAE, pois na calçada deste prédio tem um vazamento de água potável há 2 meses. Os moradores já realizaram vários pedidos de reparo. O vazamento está aumentando o desperdício de água, que já é enorme. Elvis Machado, Penha

A Cedae informou que reparo no vazamento de água na Rua Aimoré, altura do número 276, na Penha, foi realizado dia 09/05. Assessoria de Imprensa Cedae

Paulo Cruz Vieira%2C Cruz AdvogadosDivulgação

Dúvidas frequentes

Com Paulo Cruz, advogado

Cada vez mais pessoas, ao adquirirem um carro, contratam também um seguro veicular. No entanto, inúmeras pessoas ao contratarem esse benefício desconhecem os trâmites do contrato. Para o advogado Paulo Cruz, do escritório Vieira, Cruz Advogados, a primeira observação a se fazer é que o contrato é regido pelo do Código de Defesa do Consumidor, devendo respeitar todas as regras ali contidas. “Ao contratar um seguro automotivo, é sempre importante estar atento às cláusulas e as condições gerais do contrato, bem como ter absoluta ciência de quais são as coberturas contratadas na apólice. Geralmente, os problemas que ocorrem entre consumidor e seguradoras são causados justamente porque algumas são desconhecidas para o contratante”, ressalta o advogado. As cláusulas contratuais devem ser redigidas com clareza e transparência.

?Coluna de Átila Nunes

Últimas de Rio De Janeiro