Centro de Operações do Rio vira tema de exposição em Nova York

'Quartel-general" da cidade, com mais de 1.200 câmeras, ganhou exposição na galeria de arte Storefront Arts and Architeture

Por O Dia

Rio - O Centro de Operações da Prefeitura do Rio (COR), espaço de monitoramento e considerado o "quartel-general" do município, com mais de 1.200 câmeras da cidade e com órgãos municipais e estaduais, virou tema de exposição na galeria de arte Storefront Arts and Architeture, no bairro do SoHo, em Nova York.

Uma enorme marquete que reproduz as ruas do Rio, produzida por impressora 3D, tem efeitos sonoros típicos de cidade e gravações de áudio com informações divulgadas nos boletins informativos do COR, e mostra o conceito da infraestrutura de comando e controle de uma cidade inteligente. A peça é videomonitorada por câmeras que exibem imagens em tempo real para os espectadores.

Centro de Operações da Prefeitura do Rio virou tema de exposição em Nova YorkDivulgação

A ideia de reproduzir o trabalho do Centro de Operações Rio surgiu após a visita de curadores do projeto, da Universidade de Columbia, ao COR nos anos de 2015 e 2016. A exposição já foi exibida em Roterdã, na Holanda, e é organizada pelo instituto holandês Het Nieuwe como parte de uma série de eventos sobre as Olimpíadas e os impactos na cidade por conta do evento, inclusive os protestos realizados no Rio. A exposição em Nova York começou dia 28 de março e vai até o próximo dia 20 de maio.

"Através do COR, a exposição vê a engenharia de tráfego como uma política urbana e assombrada por uma potencial catástrofe. A exposição também entende o COR como indicativo de um novo e importante espaço de representação para a cidade do século 21 e sua emergente governamentalidade computacional", diz o site da Storefront Arts and Architeture na apresentação da exposição.

Movimentação na cidade e os impactos na engenharia do tráfego foram alguns dos temas de exposição sobre o Centro de Operações Rio%2C em Nova YorkDivulgação


Últimas de Rio De Janeiro