Polícia prende suspeito de envolvimento na morte de torcedor do Botafogo

"Fabinho Playboy" foi indiciado pela morte de Diego Silva dos Santos

Por O Dia

Diego foi morto na porta do Engenhão%2C antes do clássico entre Botafogo e FlamengoReprodução Internet

Rio - Policiais da Delegacia de Homicídios da Capital (DH) prenderam, na tarde desta segunda-feira, Fábio Henrique Pinheiro, também conhecido como "Fabinho Playboy", 38, suspeito de envolvimento na morte do torcedor botafoguense Diego Silva dos Santos, 28. O mandado de prisão foi cumprido na Taquara, Zona Oeste do Rio. 

Fábio teria sido um dos autores do assassinato que aconteceu no dia 12 de fevereiro deste ano, ao lado do estádio do Engenhão, pouco antes da partida de futebol entre o Botafogo e o Flamengo. Diego foi agredido com perfurações com um espeto de churrasco, socos, pontapés e golpes de porrete.

Fábio era integrante da Torcida Jovem Fla. Além dele, outros autores do homicídio já haviam sido presos no dia 23 de março: Rogério Silva Guinard; Herbert Vinicius Sabino de Paula; Vitor Portêncio da Silva, o “Gringo”; Rafael Silveira Camelo, o “Rafael Pag”; e Adonai Dias dos Santos, o “Jacó”, também eram da mesma torcida organizada.

'Playboy', à direita, foi preso nesta segunda-feira. 'Tabajaras' e 'Rato' (esquerda e centro) estão foragidos da JustiçaDivulgação

Causa da morte foram as perfurações com espeto de churrasco

Antes do início da partida houve confronto de torcedores, com registro de bombas de efeito moral e tiros. A confusão teve início quando um carro passou atirando em uma área dos arredores do estádio onde estavam torcedores do Botafogo, dando início a uma briga entre facções de torcidas organizadas.

Acreditava-se que Diego tivesse sido vítima de uma bala. O laudo do Instituto Médico Legal (IML), no entanto, informou que Diego morreu após ter sido atingido várias vezes por um objeto perfurante, que seria um espeto de churrasco furtado de um bar próximo.

Com informações do Estadão Conteúdo.?

Últimas de Rio De Janeiro