Prefeitura anuncia reforço na segurança após casos de estupro na Rural

A partir de 16 de junho, 50 homens reforçarão a segurança no campus. Agentes usarão motos e bicicletas para circular na área

Por O Dia

Rio - Após relatos de assaltos e estupros, a Prefeitura de Seropédica anunciou, nesta quarta-feira, a transferência da sede da Secretaria Municipal de Ordem Pública para o campus da Universidade Federal Rural Fluminense (UFFRJ). A partir do dia 16 de junho, 50 homens reforçarão a segurança na instituição

De acordo com a prefeitura, os agentes usarão motos e bicicletas para circular no campus. A sede da secretaria será instalada em uma casa onde já abrigou o Fórum do município, depois da ponte da ciclovia que dá acesso à Rural, na BR-465.

Estudantes fizeram protesto contra a violência sexual no campus da universidadeReprodução Internet

"Acredito que a nossa parceria com a reitoria da Rural devolverá a segurança aos milhares de alunos. Embora segurança seja uma atribuição do governo estadual, estamos dando nossa colaboração. A prefeitura está à disposição para ajudar na busca de soluções para segurança de toda nossa população", disse o prefeito Anabal Barbosa.

A partir das 9h desta quinta-feira, a Secretaria Municipal de Assistência Social vai promover uma panfletagem em homenagem ao Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes na entrada principal da universidade.

Polícia prende suspeito de estupro na Rural

Foi preso, nesta segunda-feira, em Seropédica, um suspeito de estuprar uma estudante da Rural dentro das dependências da universidade. O crime ocorreu no dia 11 e o suspeito foi reconhecido pela vítima.

A polícia solicitou a prisão temporária, que foi concedida nesta terça pelo plantão judiciário. A juíza Yedda Christina Ching-san Filizzola Assunção determinou que o suspeito fique detido por 30 dias. Na decisão, a magistrada ressaltou que a prisão temporária “é imprescindível para o sucesso da elucidação do inquérito policial, já que permitirá o prosseguimento das investigações sobre crimes de estupros no mesmo local”.

Últimas de Rio De Janeiro