Alunos deixam escolas no Rio

Unidades em áreas de risco são as que mais suspenderam as aulas por conta da violência na cidade

Por O Dia

Rio - Levantamento da Secretaria Municipal de Educação (SME) mostra que, no ano passado, 821 alunos de 20 escolas de áreas de risco abandonaram os estudos. Essas unidades estiveram entre as que mais suspenderam aulas por conta da violência. A Escola Municipal Mário Piragibe, em Anchieta, aparece no topo da lista de evasão: 152 estudantes saíram.

O prefeito Marcello Crivela anunciou ontem que enviará agentes sociais, psicólogos, médicos, professores de educação física e agentes culturais para estas unidades. “A maior prioridade é trazer de volta os meninos e meninas que saíram. Vamos mandar todos que pudermos para falar com essas crianças e seus familiares para saber o que houve. Principalmente em áreas de risco em que são assediadas para participar de facções”.

Últimas de Rio De Janeiro