Motorista de Uber e Cabify é preso por latrocínio

Condenado a 18 anos e 8 meses de prisão, ele estava foragido no Rio

Por O Dia

O motorista estava foragido por latrocínioDivulgação

Rio - Policiais da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) prenderam, na tarde desta segunda-feira, Henrique Douglas de Oliveira Reis, 27, foragido condenado por latrocínio (roubo seguido de morte). Ele trabalhava como motorista do Uber e do Cabify no Rio de Janeiro.

Segundo as investigações, o crime foi um assalto a residência ocorrido em 2010, em Recanto das Emas, no Distrito Federal. Duas pessoas foram baleadas e uma delas não resistiu aos ferimentos. Pela autoria do crime, Henrique foi condenado a 18 anos e 8 meses de prisão em regime fechado. Ele foi encontrado pelos agentes em um hotel quatro estrelas na Barra da Tijuca. 

Segundo a assessoria da Uber, Henrique havia sido banido do cadastro de motoristas do aplicativo em 2016 e não dirigia mais pela plataforma desde então. Em nota, a Cabify lamentou o ocorrido e disse que 'cumpre processos globais de segurança', e informou que Henrique apresentou certidões que atestavam a ausência de antecedentes criminais.

Últimas de Rio De Janeiro