Defensoria Pública da União investigará descaso no Curupaiti

O DIA denunciou situação de abandono

Por O Dia

Rio - Após denúncias feitas pelo DIA no sábado, a Defensoria Pública da União informou que abrirá inquérito para apurar se a Secretaria de Estadual de Saúde recebe algum repasse do governo federal para investir no Instituto Estadual de Dermatologia Sanitária (Ieds), em Jacarepaguá, conhecido como Hospital Curupaiti.

“Já existe um processo aberto para investigar aquele local. No entanto, vamos abrir um novo processo para apurar algum dinheiro vindo do Ministério da Saúde”, afirmou o defensor público federal Daniel Macedo. “O que eles (o Estado) estão fazendo com esses pacientes é caso de polícia. É crime. Os responsáveis podem ser punidos, já que estão expondo a vida e a saúde de outros a risco de morte”, destacou.

Um inquérito será aberto na próxima semana e o governo do estado e a Secretaria Estadual de Saúde terão cinco dias improrrogáveis para dar explicações de quantos leitos existem no local e quantos foram desativados e explicar as razões das desativações e qual o suporte de saúde que os pacientes terão.

“Vamos ao local e pediremos que a Vigilância Sanitária averigue o hospital e suas instalações. Além de pedir que a vigilância faça uma inspeção nas habitações desses pacientes”, finaliza.
A situação de abandono do Hospital Curupaiti se arrasta há anos. Já em 2002, o Ministério

Público estadual havia instalado um inquérito para apurar as deficiências na unidade de saúde. A reportagem procurou o MP-RJ e a Secretaria Estadual de Saúde (SES), mas até o fechamento da reportagem não obteve respostas. 

Últimas de Rio De Janeiro