Cães treinados pela PM apreenderam quatro toneladas de drogas em 2017

De acordo com a PM, o total é resultado do intenso treinamento feito no batalhão com os animais

Por O Dia

Rio - A utilização de cães treinados pela Polícia Militar (PM) do Rio tem ajudado nas operações contra drogas no estado. Este ano foram apreendidas, até agora, cerca de quatro  toneladas de drogas com o trabalho dos agentes do Batalhão de Ações com Cães (BAC). De acordo com a PM, o total é resultado do intenso treinamento feito no batalhão com os animais. No ano passado, essas operações conseguiram recolher 9 toneladas de drogas. Conforme os dados da corporação, os cães ajudaram a tirar das ruas mais de 30 toneladas de drogas, desde 2011, quando o batalhão foi criado.

“Este número é resultado do treinamento feito no BAC, como preparação de novos cães e capacitação dos policiais que atuam com eles. Infelizmente, as drogas estão presentes nas diversas comunidades cariocas, na maioria das vezes provenientes de outros estados e até países”, disse o primeiro-tenente do BAC, Felipe da Silva Rodrigues.

Atualmente, o batalhão tem 219 policiais e 70 cães das raças pastor alemão e holandês, belga demalinois, rottweiler e labrador. O treinamento dos animais é feito em quatro etapas: adestramento, treino físico, memorização e busca dos odores. Os cães são escalados em sistema de rodízio e sempre é reservado um tempo para o descanso. Em geral, têm um dia de folga, um de treinamento e um de operação.

O primeiro-tenente Felipe da Silva Rodrigues afirmou que a corporação tem atuado nestas operações de Segurança Pública fazendo a sua parte, mas, ponderou que a Segurança Pública além de direito e é responsabilidade de todos, por isso, espera o apoio da sociedade. “Contamos com a ajuda dos outros órgãos e também com a população, que pode nos auxiliar denunciando os esconderijos de criminosos, bem como o local onde essas drogas são armazenadas.”

Últimas de Rio De Janeiro