Filho de Crivella vai coordenar evento para comitê ligado à ONU

Será em 2019, no Rio, e discutirá violência

Por O Dia

Rio - O psicólogo e empreendedor Marcelo Hodge Crivella, de 32 anos, filho do prefeito Marcelo Crivella, anunciou ontem que foi nomeado pelo Comitê Permanente da América Latina para Prevenção do Crime (Coplad), ligado à Organização das Nações Unidas (ONU), para coordenar um congresso que vai ocorrer no Rio em 2019.

De acordo com a assessoria de Marcelo, o evento vai discutir violência e desenvolvimento social e resultará em um relatório a ser apresentado no 14º Congresso das Nações Unidas, em 2020, em Tóquio, no Japão.

O comitê é ligado ao Instituto Latino-Americano das Nações Unidas para Prevenção do Delito e Tratamento do Delinquente (Ilanud), órgão da ONU baseado em São José, na Costa Rica. Ainda segundo Marcelo Crivella, ele também vai acompanhar o projeto da criação da primeira Universidade Mundial de Segurança e Desenvolvimento Social das Nações Unidas.

“Vejo essa nomeação como uma grande oportunidade. Se combate violência gerando oportunidades. Hoje, nas comunidades, 30% dos jovens não trabalham nem estudam. Alguém precisa colocar um sonho na cabeça desses jovens”, disse o psicólogo, que tem mestrado em Inovação, Tecnologia e Empreendedorismo pela Oxford Brookes University justifica o cargo no comitê da ONU. “Minha formação é na área de inovação”, disse.

Últimas de Rio De Janeiro