Padre Omar: Anunciadores do bem

Que nós possamos comunicar a toda a humanidade as palavras e os sentimentos de amor, de paz e de misericórdia

Por O Dia

Rio - O Brasil atravessa um difícil momento de crise política, econômica e ética, que não deixa indiferente nenhum de nós. Ao contrário, pede-nos unidade e reflexão. Se de um lado há um despertar das pessoas para agir na sociedade, de outro há situações de conflitos desestimulantes.

Ao mesmo tempo em que nos cabe manifestar nossas opiniões, somos chamados também a encontrar caminhos de solução. Eis o grande desafio que se impõe nesse momento: não podemos nos deixar influenciar pelo negativo. Não é uma tarefa simples, mas não podemos nos abater pelas dificuldades. Em tempos complexos, temos que ser sinais positivos, de esperança e confiança. Sabemos que ações isoladas não agregam, por isso, devemos, juntos, contagiar com o bem.

Recentemente, o Papa Francisco alertou para a questão das notícias que são transmitidas. Fatos ruins, que muitas vezes se tornam sensacionalistas e desesperadores.

O Papa direcionou para o rompimento do círculo vicioso da angústia, resultante do hábito de fixar a atenção nas más notícias. Não se trata de promover desinformação inobservando o sofrimento, nem de cair num otimismo ingênuo que não se deixe tocar pelo escândalo do mal. Mas, que as pessoas procurem ultrapassar o sentimento de mau-humor e insatisfação que muitas vezes se apodera de nós, gerando medos ou a impressão de não ser possível pôr limites ao mal. O Papa quer recordar que a Igreja tem uma notícia a dar, que é boa e que leva confiança e esperança nesse mundo cansado de guerras e violências. Temos a missão de ser portadores do positivo, contagiar o outro com ânimo e esperança!

Que nós possamos comunicar a toda a humanidade as palavras e os sentimentos de amor, de paz e de misericórdia. Todas estas coisas emanam d’Aquele que é o caminho, a verdade e a vida: Jesus Cristo.


Padre Omar: é o Reitor do Santuário
do Cristo Redentor do Corcovado.
Faça perguntas ao Padre Omar pelo e-mail padreomar@padreomar.com.
Acesse também www.padreomar.com e www.facebook.com/padreomarraposo

Últimas de Rio De Janeiro