Mais Lidas

Caminhão com areola extraída irregularmente é apreendido em Itaboraí

Agentes chegaram até o veículo após denúncias encaminhadas pelo Linha Verde, programa do Disque Denúncia específico para se denunciar crimes contra o meio ambiente

Por cadu.bruno

Rio - Um caminhão carregado com areola foi apreendido nesta segunda-feira por policiais da Unidade de Policiamento Ambiental da Serra da Tiririca após denúncias de extração ilegal de substância mineral encaminhadas pelo Linha Verde, programa do Disque Denúncia específico para se denunciar crimes contra o meio ambiente.

Agentes identificaram um caminhão caçamba contendo cerca de cinco metros cúbicos de areola proveniente de extração irregular do soloDivulgação

De acordo com os policiais que foram verificar a denúncia, na Estrada do Sapê, no município de Itaboraí, na Região Metropolitana, os agentes identificaram um caminhão caçamba contendo cerca de cinco metros cúbicos de areola proveniente de extração irregular do solo. Ao avistarem os policiais da UPAm, três homens que encontravam-se no local enchendo o caminhão com a substância mineral, fugiram. Outro suspeito de cometer o crime ambiental foi localizado e encaminhado à 71ª DP, onde a ocorrência foi registrada de acordo com o artigo 55 da Lei de Crimes Ambientais (9605/98).

O Linha Verde, programa do Disque Denúncia do RJ específico para se denunciar crimes contra o meio ambiente,  solicita a população que continue denunciando ilícitos  ambientais em todo o Estado do Rio através dos telefones 0300 253 1177 (interior, custo de ligação local) ou 2253 1177 (capital). O anonimato é garantido ao denunciante. A população pode também conhecer e curtir o Linha Verde no facebook, através do endereço www.facebook.com/ linhaverdedd.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia