Chuva causa transtornos em São Gonçalo, Niterói e Maricá

Temporal deixou ruas alagadas e famílias desalojadas na região metropolitana. Moradores do Rio também passaram por contratempos devido a forte chuva

Por O Dia

Rio - Os municípios de São Gonçalo, Niterói e Maricá tiveram várias ruas alagadas após o temporal da última terça-feira (20). Por conta da chuva, algumas famílias tiveram que ser desalojadas enquanto aguardam a água escoar.

Na manhã desta quarta, as prefeituras de Niterói, São Gonçalo e Maricá trabalharam para desobstruir as galerias e acabar com os bolsões de água. Equipes da prefeitura de São Gonçalo utilizaram caminhões de sucção em diversos pontos da rede pluvial. Já a prefeitura de Maricá utilizou retroescavadeiras para limpar o canal próximo ao condomínio Minha Casa e Minha Vida de Itaipuaçu. 

Equipes utilizaram máquinas para desobstruir o canal próximo ao condomínio do Minha Casa Minha Vida%2C em MaricáDivulgação

Chuva inesperada e doações

Para essa época do ano, Niterói bateu recordes pluviométricos. Na cidade choveu 170% a do que era previsto para o mês. Tal marca foi registrada em bairros como Pendotiba e Piratininga. 

Já a prefeitura de Maricá organizou uma campanha para recolher doações (roupas, alimentos, etc) para as famílias que perderam seus pertences por causa da chuva. Os donativos podem ser entregues, das 9h às 17h, nos postos:

- Centro Administrativo de Itaipuaçu (Rua Gilberto de Carvalho, Lote C, número 148A);

- Paço Municipal (Rua Álvares de Castro, 346, Centro);

- Sede da Defesa Civil (Rodovia RJ-106, ao lado do Corpo de Bombeiros);

Temporal alaga ruas do Rio 

O último dia de outono foi marcado por fortes chuvas no Rio, que deixaram a maior parte dos bairros da Zona Sul alagados e deram um nó no trânsito na volta para casa. A formação de bolsões d’água deixou motoristas presos com os veículos encobertos pelas águas na Rua Jardim Botânico. 

A CET-Rio chegou a pedir para que os motoristas evitassem a circulação pelos bairros afetados devido ao congestionamento na Ponte Rio-Niterói, no Centro do Rio e na Linha Amarela, no sentido Barra da Tijuca. Também choveu forte na Avenida Brasil, com retenções de Benfica até a Ponte. Mais tarde, a chuva também se intensificou na Barra.

Nas áreas de risco, sirenes foram disparadas devido à chuva forte. No Morro do Borel, na Tijuca, por exemplo, quatro equipamentos foram acionados e agentes da Defesa Civil orientam a população no local. 

A cidade está em estágio de atenção desde o fim da noite de segunda-feira, quando houve o transbordamento do nível do Rio Maracanã, além de quedas de árvores na Tijuca. 


Últimas de Rio De Janeiro