Motorista invade emergência de hospital na Tijuca com o carro

Seis pessoas que estavam na recepção ficaram feridas

Por O Dia

Rio - Uma motorista perdeu o controle do carro e invadiu o estacionamento e a repecepção da emergência do Hospital São Vicente de Paulo, na Rua Doutor Satamini, na Tijuca, por volta das 8h40 desta sexta-feira. Seis pessoas ficaram feridas, entre elas, a motorista do Honda Fit, Heloísa Martins Ferreira Gonçalves, de 68 anos, e seu marido, Valter Gonçalves, 86.

Veículo invadiu emergência de hospitalRafael Nascimento / Agência O Dia

As outras quatro pessoas que ficaram feridas estavam na emergência esperando por atendimento quando o acidente aconteceu. De acordo com a assessoria do hospital, todos sofreram ferimentos leves e passam bem. 

Ainda de acordo com a assessoria, Heloísa admitiu ter perdido o controle do veículo. Ela foi ao hospital para uma consulta.

Segundo testemunhas, a motorista havia acabado de entrar no estacionamento da unidade com o marido. "Eu estava tomando café e só escutei um barulho que parecia uma bomba, e logo os barulhos dos vidros caindo. Tinha três pessoas na recepção. Vimos as pessoas sendo retiradas de maca do local," disse uma testemunha que preferiu não se identificar.

A bióloga Julianna Olivella, de 27 anos, disse que tomou um enorme susto. "Eu saí do local para comprar um refrigerante e vi esse carro chegando. Logo depois, quando já estava voltando, ouvi um barulho e vi o veículo invadindo o local. Vi também o senhor que estava no carro saindo com ajuda de outras pessoas. Parece que ele não entendeu o que aconteceu", contou.

"Foi uma coisa de louco. Muito rápido o que aconteceu. O acidente destruiu toda o atendimento da emergência. Graças a Deus as pessoas que se machucaram tiveram ferimentos leves", disse um manobrista que testemunhou o acidente.

Um dos médicos que atendeu a motorista acredita que ela estava nervosa por estar passando mal. "Ela deve ter pensado que o acelerador era o freio", afirmou.

Seis pessoas%2C entre elas a motorista%2C ficaram feridas no acidenteEstefan Radovicz / Agência O Dia

"Não sabemos o que pode ter acontecido. Graças a Deus tinha pouca gente aqui fora. Aqui fica muito cheio por conta da emergência. Têm muitos idosos. Eu estava na outra parte do hospital e foi um susto. Parecia uma explosão. Rapidamente, os médicos vieram e tiraram ela de dentro do carro. O pessoal aqui disse que ela estava passando mal e veio dirigindo de casa. Tomara que ela esteja bem", disse Gabiela de Oliveira, 40, técnica em mecânica.

O aposentado Manoel Araújo, 69 anos estava na sala de espera na hora do acidente e diz ter escapado por pouco. "Acredito que ela tenha pensando nas pessoas que estavam aqui na enfermaria e tenha virado o carro para outro lado. Se ela segue direto, ela pegaria mais gente. Inclusive eu e o meu genro que estávamos sentados aqui e esperando atendimento. Achei estranho que, mesmo sendo um hospital particular, eles mexeram na cama. Tiraram o carro e limparam tudo rapidamente. Penso que eles deveriam ter esperado a perícia. O hospital segue normalmente como nada tivesse acontecido", contou 

Em nota oficial, o hospital afirma que todos os feridos receberam atendimento imediato.

"A direção do Hospital São Vicente de Paulo vem a público esclarecer que, às 8h40, do dia 23 de junho, a condutora Heloisa Ferreira Martins Gonçalves, de 68 anos, acompanhada do marido Valter Gonçalves (carona), de 86 anos, perdeu o controle do veículo Honda Fit, invadindo a porta de blindex do setor de Emergência do hospital e vitimando levemente quatro pacientes que aguardavam atendimento. Todos os envolvidos no acidente receberam atendimento imediato no hospital, sofreram ferimentos leves e, neste momento, passam bem. O Hospital São Vicente de Paulo reforça que mobilizou suas equipes para garantir a segurança e a normalidade no atendimento dos seus demais pacientes".

Reportagem do estagiário Rafael Nascimento, sob supervisão de Maria Inez Magalhães

Últimas de Rio De Janeiro