PF faz operação para recuperar joias de Adriana Ancelmo

Agentes cumprem mandados em Ipanema e no Jardim Botânico. Peças teriam sido usadas para lavar dinheiro de propina

Por O Dia

Rio - A Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão em dois endereços do Rio de Janeiro, na manhã desta sexta-feira. A ação é um aprofundamento da Operação Lava Jato, e tem como objetivo localizar as joias de Adriana Ancelmo, esposa do ex-governador Sérgio Cabral. Os agentes chegaram por volta das 6h40 à casa de Gilda Maria de Sousa Vieira da Silva, ex-governanta de Cabral, e Lucia Ancelmo Mansur, irmã da ex-primeira-dama.

Polícia apreende joias de Adriana AncelmoDivulgação

Segundo a PF, as 149 joias que pertenciam a Adriana Ancelmo, compradas como fachada para lavar dinheiro de propina, ainda estão desaparecidas. Até esta data, apenas 40 de um total de 189 peças usadas no esquema foram apreendidas. Ainda de acordo com a PF, as joias de ouro e diamantes foram compradas com dinheiro vivo e estariam avaliadas em R$ 11 milhões.

Policiais federais também cumprem mandados em um endereço do Jardim Botânico, onde mora a ex-governanta do casal, e em um apartamento em Ipanema, casa da irmã de Adriana Ancelmo. 

Últimas de Rio De Janeiro