Fernando Mansur: a mente condicionada

A propósito, termino com uma desconcertante pergunta:—Você tem cuidado bem do filho de seus pais?

Por O Dia

Rio - A mente costuma mentir, é de sua natureza. Mas existe uma mente superior que procura corrigir os erros da mente inferior, disciplinando-a para o pensar correto.

O que é o condicionamento? É, basicamente, a repetição de padrões.

Com a mente livre e o coração aberto, podemos descobrir de onde vêm nossas ideias. Geralmente são apenas repetições do que vimos e ouvimos desde a infância — para não falar do que já trouxemos em nossa bagagem existencial.

Enfrentar a necessidade de mudança não é fácil, requer energia, pois logo surge série de cobranças evidentes ou veladas. Costumamos recuar para não ver o novo em nós. Tememos macular a tradição com inovação. Tememos ser diferentes e não corresponder às expectativas que jogam em nossos ombros, sem nosso consentimento. Temos medo de ser criativos e originais e acabamos cedendo à imitação.

Entretanto, o universo prima pela abundância e prosperidade. O Criador é infinito e habita nosso Ser. Temos possibilidades inimagináveis dentro desse corpo, esperando expressão. Como uma semente. Se bem cuidada e em solo fértil, frutifica. Seu dharma é brotar e fazer vicejar a essência, seu DNA particular.

Nosso potencial é enorme, mas precisamos acreditar nele. Ele é fonte de cura e superação. Quando acreditamos e agimos, as coisas acontecem, as respostas surgem, o auxílio aparece.

Não se esqueça: o universo é farto, abundante. O Criador é bom e quer o melhor para suas criaturas. Você pode, você merece. A propósito, termino com uma desconcertante pergunta:

—Você tem cuidado bem do filho de seus pais?

Últimas de Rio De Janeiro