Justiça determina prisão preventiva de homens detidos com 500kg de maconha

Suspeitos tiveram a prisão em flagrante convertida em preventiva durante audiência de custódia nesta segunda-feira

Por O Dia

Rio - Os três homens detidos com mais de meia tonelada de maconha, na madrugada deste domingo,  em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, tiveram a prisão em flagrante convertida em preventiva pela juíza Ana Paula Monte Figueiredo Pena Barros.

Cláudio Lourenço da Silva, Edmar Gomes da Silva e Rafael Feliciano Martin foram ouvidos durante audiência de custódia realizada no Fórum Central do Rio nesta segunda-feira.

De acordo com a polícia, a droga estava em um caminhão estacionado no interior de um galpão, localizado às margens da Estrada do Lameirão.

”No que diz respeito à conversão da prisão em preventiva, entende esta magistrada que a mesma se demonstra necessária e proporcional (...), devendo ser destacado que os custodiados foram presos com expressiva quantidade de entorpecentes, 556 kg, ou seja, praticamente meia tonelada de maconha, sendo certo que as circunstâncias da prisão também não os favorecem , além de não haver comprovação de residência fixa ou emprego lícito até o momento, observando ainda que Rafael e Edmar possuem condenações anteriores”, justificou a magistrada.

Últimas de Rio De Janeiro