Policiais da UPP Borel prendem suspeito de matar dentista no Itanhangá

Priscila Nicolau passava na Estrada das Furnas quando bandidos tentavam invadir o Morro do Banco. Carro da vítima foi atingido por 17 tiros de fuzil

Por O Dia

Cara de Vaca é suspeito de matar a dentista Priscila SoaresDivulgação

Rio - Policiais da UPP Borel, na Tijuca, prenderam na manhã desta terça-feira um suspeito de participar da morte da dentista Priscila Nicolau Soares dos Reis, em outubro do ano passado. Wesley André de Souza Adriano, de 21 anos, conhecido como Cara de Vaca, tinha mandado de prisão expedido pela Justiça e uma recompensa de R$ 1 mil oferecida por denúncias que levassem a sua captura. Priscila Nicolau passava na Estrada das Furnas quando bandidos tentavam invadir o Morro do Banco.

Os policiais, após informações do setor de inteligência da UPP, conseguiram prendê-lo na localidade conhecida como Lajão. Houve troca de tiros com outros criminosos, que conseguiram fugir pela área da mata.

Priscila Nicolau Soares dos Reis, foi assassinada em 31 de outubro de 2016, quando tentava fugir de bandidos na Zona Oeste do Rio durante uma tentativa de assalto. Os bandidos escaparam de um cerco policial no Morro do Banco, no Itanhangá, e tentaram roubar o carro da vítima na Estrada de Furnas. Ela teria se assustado e acelerado, sendo atingida pelos disparos. Seu carro foi atingido por mais de 17 tiros de fuzil, conforme O DIA mostrou na época. A prisão de Cara de Vaca foi registrada na 19ª DP (Tijuca).

Últimas de Rio De Janeiro