Protesto causa interdições na Autoestrada Lagoa-Barra

Motivo da manifestação é morte de jovem, que foi esfaqueado nesta quarta-feira, nas proximidades da Rocinha

Por O Dia

Rio - Um protesto, na noite desta quinta-feira, causa interdições na Autoestrada Lagoa-Barra, na Zona Sul do Rio. O motivo da manifestação é a morte de Renan Neves, de 17 anos, que foi esfaqueado nas proximidades da Rocinha nesta quarta-feira.

Manifestação causa interdições na Autoestrada Lagoa-BarraReprodução Internet

Por volta das 19h, o Centro de Operações da Prefeitura, interditou a autoestrada Lagoa-Barra nos dois sentidos, na altura da passarela da Rocinha. Os túneis Acústico e Zuzu Angel também foram interditados, no sentido Barra da Tijuca. A via foi totalmente liberada às 20h01.

De acordo com o Centro de Operações, o trânsito segue lento no local, e a melhor opção de deslocamento entre a Gávea e a Barra da Tijuca, neste momento, é a seguir pela Linha 4 do Metrô e BRT (a integração pode ser feita na estação Jardim Oceânico).

O motorista enfrenta congestionamentos nas seguintes vias: Av. Borges de Medeiros, sentido São Conrado, a partir da Hípica; Praça Sibélius, nos dois sentidos; Av. Rodrigo Otávio e Av. Visconde de Albuquerque; Rua Jardim Botânico, sentido São Conrado, a partir da R. Abade Ramos; Avenidas Vieira Souto e Delfim Moreira, sentido Avenida Niemeyer;

A Linha Amarela também é uma opção para aqueles que seguem em direção à Barra. Segundo a Lamsa, concessionária responsável pela via, no sentido Ilha do Fundão, o trânsito é bom. Já para a Barra, há lentidão da Saída 4 (Pilares) à Saída 3 (Abolição).

Na ocasião, o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Rocinha informou que policiais acompanhavam o ato, que acontecia de forma pacífica, no bairro de São Conrado.

Polícia Civil apreende adolescente suspeito de matar Renan

Policiais da Delegacia de Homicídios(DH/Capital), identificaram e apreenderam, na madrugada desta quinta-feira, no Hospital Miguel Couto, na Gávea, um adolescente 17 anos, por ato análogo ao crime de homicídio.

De acordo com o delegado André Timoni, o jovem é suspeito de desferir três facadas no peito de Renan Neves da Silva. O crime aconteceu no final da noite desta quarta-feira, em São Conrado.

Ainda segundo o delegado, o crime teria motivação passional, já que a vítima estava se aproximando da ex-namorada do suspeito, que não aceitava o término do namoro.  


Últimas de Rio De Janeiro