Meia-entrada e viagens grátis para jovens de baixa renda

Programa ID Jovem é lançado no Rio, voltado para o público de 15 a 29 anos, com renda familiar de até dois salários

Por O Dia

Rio - Foi lançado oficialmente ontem no Estado do Rio o programa ID Jovem, que concede meia-entrada em eventos culturais e esportivos e reserva de vagas (gratuitas ou com desconto de 50%) em ônibus interestaduais para jovens de baixa renda. A iniciativa federal é dirigida a pessoas de 15 a 29 anos de todo o Brasil com renda familiar de até dois salários mínimos.

Moradora do Alemão%2C Sabrina Martina já usou o ID Jovem para viajarDivulgação

Disponível desde setembro, mas sem ampla divulgação, o programa emitiu 12.568 carteiras no estado, o que representa apenas 20% dos 800 mil jovens fluminenses que têm direito. Caberá à Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude divulgar o ID Jovem no interior.

O benefício garante duas vagas gratuitas e duas com desconto de 50% em cada ônibus ou trem interestadual (quando as duas primeiras já estiverem esgotadas). É preciso estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) com as informações atualizadas há pelo menos dois anos. A inscrição e a atualização do CadÚnico são realizadas nos Centros de Referência de Assistência Social.

“Antes não era acessível ir para outro estado. Fui de graça para São Paulo com um amigo no início do mês e voltamos com várias ideias para fortalecer a cena cultural carioca. Esse intercâmbio é fundamental para trazer inspirações”, contou a MC e poeta Sabrina Martina, de 19 anos, moradora do Alemão.

Há duas maneiras de tirar o ID Jovem, que é emitido pela Secretaria Nacional de Juventude: baixando aplicativo para smartphones ou acessando o site www.juventude.gov.br/idjovem. Depois, é inserir os dados e solicitar a geração do ID Jovem.

O jovem precisa apresentar o cartão dentro da validade tanto no ato da compra do ingresso quanto na entrada do evento ou embarque, além de documento de identificação com foto. O cartão virtual deverá ser apresentado na tela do smartphone ou impresso pela internet. Não é necessário ser estudante.

Últimas de Rio De Janeiro