Procon descarta mais de 600kg de produtos impróprios ao consumo em Irajá

Operação Secos e Molhados autuou filiais de quatro redes de supermercados

Por O Dia

Rio - O Procon Estadual realizou, nesta sexta-feira (30), a Operação Secos e Molhados em supermercados de Irajá, Zona Norte do Rio de Janeiro. Foram vistoriadas no bairro quatro filiais das redes Mundial, Rede Economia, Campeão e Extra. Todas foram autuadas e o total de produtos descartados foi de 610kg entre alimentos vencidos e sem especificação de validade.

Fiscais do Procon descartam mais de 600 kg durante fiscalizaçãoDivulgação

No Mundial (da Avenida Monsenhor Félix, 1.180), foram encontrados 325kg de farinha de trigo vencidos no depósito da padaria e 3kg e 300g de queijo gouda, também vencido. Entre os produtos sem especificação de validade, havia 2kg e 600g de salsicha na geladeira da padaria e 26kg de farinha de rosca. As câmaras resfriadas de laticínios e carnes não tinham piso e o chão delas estava rachado e com buracos. O prazo para sanar as irregularidades estruturais é de 15 dias, sob pena de interdição dos locais.

Na filial da Rede Economia (na Rua André Filho, 13), os fiscais encontraram 5kg e 300g de produtos (goiabada, geleia de maracujá e creme de doce de leite) armazenados sem refrigeração após abertos, contrariando determinação do fabricante. Havia também 1kg e 200g de achocolatado aberto sem proteção e etiqueta, 30kg de salsicha na câmara de congelados sem especificação da validade e 3kg e 700g de muçarela na câmara de laticínios. Entre os problemas estruturais, o chão das câmaras de congelados, resfriados e açougue não tinha piso e estava com buracos. Foi dado o prazo de 15 dias para correção das irregularidades.


O supermercado Campeão (na Praça Caraguatá, s/nº), mantinha 2kg e 300g de carne previamente moída na área de manipulação do açougue, a lixeira estava sem pedal e a câmara de carnes estava com a estrutura de sustentação e trilhos enferrujados e a borracha da porta com muita sujeira. Entre os produtos descartados por não apresentarem data de vencimento havia 2kg e 100g de frios fatiados sem etiqueta na área de manipulação da padaria, 1kg e 800g de pontas de frios trituradas na área de manipulação da padaria e 11kg e 800g de contra filé sem proteção, etiqueta e fora da refrigeração na área de vendas do açougue. Não foi apresentado o certificado de potabilidade da água. Os responsáveis têm 15 dias apresentar o documento na autarquia, sob pena de interdição do estabelecimento.

No supermercado Extra (da Avenida Meriti, 2.349), foram descartados 195kg de produtos que estavam armazenados com prazo de validade vencido, entre carnes e frios. Sem especificação de validade, havia 318g de massa de pizza brotinho na câmara resfriada de laticínios. O estabelecimento deverá apresentar, no prazo de 15 dias, os certificados do Corpo de Bombeiros e de potabilidade da água e, em 24 horas o certificado de dedetização. Caso contrário, o estabelecimento poderá ser interditado.

Últimas de Rio De Janeiro