Projeto de Lei prevê que UPPs fiquem subordinadas aos batalhões da PM

Autor do PL, o deputado Dionísio Lins, pedirá a votação com urgência

Por O Dia

Rio - O Projeto de Lei nº 2982, do deputado Dionísio Lins (PP), propõe que as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) fiquem subordinadas aos batalhões da PM nas regiões onde estão localizadas. O parlamentar defende que a medida aumentaria o contingente de batalhões de cada bairro, agilizando operaçõs e aumentando a segurança dos moradores. Ele disse ainda que pedirá que o projeto seja votado em regime de urgência. 

O PL é de autoria do deputado Dionísio Lins (PP)Reprodução Internet

O projeto ainda prevê que os batalhões poderão, quando necessário, redefinir suas áreas de ocupação de acordo, de acordo com demandas das políticas de segurança pública. Lins argumenta que as UPPs continuarão com suas atividades, mas os batalhões poderão usar seu contingente. Com o projeto, os atuais Comandos de Polícia Pacificadora se tornariam órgãos de supervisão. "Só a UPP da Rocinha conta com aproximadamente 1.500 policiais. Esse número supera muito o número de policiais de muitos batalhões", disse o deputado.


Últimas de Rio De Janeiro