Mais Lidas

A 'liberdade' de Cabral em Bangu 8

Câmeras mostram regalias do ex-governador e de outros detentos na unidade. Seap nega

Por thiago.antunes

Rio - Imagens de câmeras de segurança, exibidas pelo ‘RJ TV’, da Globo, mostram regalias e falta de controle no presídio Bangu 8, onde estava o ex-governador Sérgio Cabral, antes de ser enviado para a nova unidade de Benfica em que está preso atualmente. Nas gravações, presos, incluindo Cabral, circulam livremente e recebem visitas fora dos horários previstos e até encomendas.

Uma das cenas mostra um preso recebendo um pacote diretamente de um entregador no portão do presídio. O detento faz ainda o pagamento em dinheiro e depois ainda mostra onde é a saída ao entregador.

Cabral recebe encomenda e vai até à sala da direção da unidadeReprodução

No último mês de março, o juiz Guilherme Schilling, da Vara de Execuções Penais do Rio, determinou a apreensão das imagens do circuito de segurança de Bangu 8. O objetivo era saber se existiam câmeras desligadas ou que não filmavam os lugares certos.

O ex-governador aparece circulando livremente fora das celas e, em uma das imagens, vai até à sala da direção do presídio. De acordo com o livro de registros, a data e a hora em que Sérgio Cabral foi até lá coincidem com a presença em Bangu do filho dele, o deputado Marco Antônio Cabral.

Até as conversas com os advogados eram feitas de forma irregular. O regulamento determina que o contato com o cliente seja feito no parlatório. Mas as câmeras mostram que Cabral caminhava até o hall de entrada do presídio para encontrar advogados. No dia 17 de março, quando sua mulher, Adriana Ancelmo, foi libertada, Cabral aparece nas imagens recebendo cumprimentos de outros presos.

Os banhos de sol também foram registrados fora dos horários previstos. A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) informou que Bangu 8 não abriga presos de alta periculosidade, que necessitam de isolamento.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia