Acusado de espalhar Aids é procurado

Justiça diz que réu representa perigo

Por O Dia

Rio - Portador do vírus HIV, segundo investigações, Renato Peixoto Leal Filho, de 46 anos, foi considerado ontem foragido pela Justiça do Rio. Ele teve prisão preventiva decretada acusado de não informar às parceiras que tem Aids e fazer sexo sem proteção com mulheres por anos.

Além de “perigo de contágio de moléstia grave”, Renato também responde por seis crimes. O acusado foi denunciado por ter contaminado uma de suas vítimas.

Segundo a desembargadora Katya Monnerat, da 19ª Câmara Criminal, que pediu a prisão, “há perigo na manutenção da liberdade do réu”, por conta da sedução de mulheres nas redes sociais.

Últimas de Rio De Janeiro