TJ vai ouvir novas testemunhas sobre suspeito de infectar mulheres com HIV

Audiência foi marcada para o dia 8 de agosto. Nesta quarta, Justiça ouviu uma ex-namorada, a atual mulher e o médico infectologista

Por O Dia

Renato Peixoto Leal Filho%2C 46 anos%2C se entregou no polícia após ter prisão preventiva decretada pela JustiçaReprodução

Rio - O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) vai continuar a audiência de instrução e julgamento de Renato Peixoto Leal Filho, de 46 anos, no dia 8 de agosto. Ele é acusado por duas ex-namorados de ter mantido relações sexuais, mesmo sabendo ser portador do vírus HIV, sem comunicar seu estado e sem utilizar preservativos. Na ocasião, a Justiça vai ouvir novas testemunhas indicadas pelo Ministério Público e pela defesa do réu.

Nesta quarta-feira, foram ouvidas três pessoas: uma ex-namorada, o médico infectologista que atendia Renato desde 1999 e a atual mulher dele. Além das acusações feitas pelas ex-companheiras, ele também é suspeito de ter se relaciondo com outras cinco vítimas que conheceu em sites de relacionamento. O homem teria contaminado uma delas com o vírus.

Renato se entregou à polícia na última segunda-feira. Ele foi denunciado por lesão corporal gravíssima (tentativa de contaminar mulheres com o vírus HIV).

Últimas de Rio De Janeiro