Em Paris, Crivella discute com empresários investimentos para o Rio

No encontro, o político discutiu projetos de modernização de infraestrutura da cidade e de segurança para turistas, além de iniciativas de inovação e de indústria criativa

Por O Dia

Rio - O prefeito Marcelo Crivella se reuniu nesta sexta-feira com dezenas de empresários em Paris. No encontro, o político discutiu projetos de modernização de infraestrutura do Rio e de segurança para turistas, além de iniciativas de inovação e de indústria criativa.

Crivella reunido no Medef com representantes de empresas francesas com atuação no Rio de JaneiroDivulgação

Pela manhã, doze empresas francesas com atuação no Rio de Janeiro se reuniram com o prefeito no Medef (Mouvement des Entreprises de France), entidade que equivale à brasileira Confederação Nacional de Indústrias. O presidente da força-tarefa do Medef para Cidades Sustentáveis, Gérard Wolf, coordenou um painel sobre oportunidades na cidade com executivos e presidentes de empresas como Engie, JCDecaux, Alstom e Santander. Foram discutidos investimentos e projetos na cidade, como a modernização da iluminação pública e projetos de inovação. Ficou acertada o envio de uma comitiva do Medef em dezembro ao Rio para negociar parcerias e investimentos. Alguns empresários, como o presidente da Else (Energy, Lightning, Solutions e Environment), Michel Tesconi, vão antecipar sua visita. Tesconi está animado com a possibilidade de levar sua tecnologia para o Rio de Janeiro. “Nós trabalhamos com energia solar, que é uma energia mais limpa e barata”.

Além da Else, a Engin e a Citelum demonstraram interesse em disputar a concessão para a troca de 450 mil lâmpadas públicas por LED em toda a cidade do Rio, uma Públic-Privada que está sendo formatada com a ajuda do Banco Mundial. “Haverá uma licitação em breve. É uma oportunidade de diminuir os custos pela metade, além de criarmos uma rede inteligente, instalando câmeras e pontos de wi-fi”, explicou Crivella, que também está interessado no incremento da área do Porto Maravilha, com a instalação do Porto 21, um polo digital com agências, incubadoras, startups e empresas de economia criativa.

De acordo com Crivella, a preocupação maior é atrair investimentos novos para a cidade. Para tanto, o prefeito anunciou que empresas que se estabeleçam em favelas ou áreas adjacentes pré-definidas contarão com isenção de impostos municipais e terão a preferência para vender seus produtos para o município.

A reunião no Medef não foi o único encontro do dia com empresários. Recebido na embaixada do Brasil pelo presidente do Conselho de Administração da Câmara de Comércio do Brasil na França, Philippe Lecourtier, ex-embaixador francês no Brasil, o prefeito se reuniu com representantes de 30 empresas da Câmara. Jean Pierre Bernard, gerente-geral da Evac, foi um dos que mostrou interesse em aumentar negócios no Brasil. A Evac é o principal fornecedor mundial de sistemas integrados de gerenciamento de lixo, esgoto e água para as indústrias marinhas, offshore e de construção.

A agenda do prefeito foi encerrada com uma visita ao International Trade Center Paris, o primeiro complexo integrado de negócios e congressos na Europa, em Roissy, ao lado do aeroporto Charles de Gaulle. Em uma área de 13 hectares, estão sete hotéis, três salões de exposição, um auditório para três mil pessoas e 120 salas de reunião, gerando 2.500 empregos diretos.

Últimas de Rio De Janeiro