Polícia cumpre mandados contra envolvidos em roubos de carga na Zona Oeste

Operação Agmen tem o objetivo de cumprir oito mandados de prisão e dez de busca e apreensão na manhã desta terça-feira

Por O Dia

Rio - Após cinco meses de investigação para identificar ladrões de cargas que atuam na Zona Oeste do Rio, policiais civis da 33ª DP (Realengo) fizeram nesta terça a Operação Agmen. A ação, que visava cumprir oito mandados de prisão e 17 de busca e apreensão, ocorreu nas comunidades Batan e Vila Vintém. Nove suspeitos foram presos, sendo dois baleados. Seis seriam ligados a quadrilha, os feridos seriam traficantes da Vila Vintém e outro era evadido do sistema prisional.

A operação começou quando um dos investigados foi preso em flagrante, em fevereiro. No entanto, poucos dias depois, ele acabou sendo solto. O acusado, que não teve o nome divulgado, continua foragido.

“Começamos a identificar membros da quadrilha e os veículos que eles usavam. Não podemos citar nomes para não atrapalhar as investigações, mas, além do roubo, eles responderão por organização criminosa”, ressaltou a delegada Márcia Xavier Lopes, titular da 33ª DP.

Funcionários de empresas

A responsável pela distrital disse ainda que na quadrilha há dois ex-funcionários de uma empresa de cigarros. “Eles tinham conhecimento de como funcionava o procedimento de transporte e entrega”, destacou.

Os criminosos não tinham facções fixas e atuavam tanto para o Comando Vermelho (CV) quanto para Amigos dos Amigos (ADA). “O modus operandi deles era abordar os veículos na Avenida Brasil e depois levar para as ruas mais próximas as comunidades. Eles agiam em Bangu, Realengo e Campo Grande”, explicou a policial.

Os policiais civis cumpriram os 17 mandados de busca e recuperaram uma pistola, granada, notebooks, documentos, carga de cigarros e diversos celulares. Cerca de 150 policiais participam da operação, formada por 40 equipes do Departamento Geral de Polícia da Capital (DGPC), com apoio de agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), com blindados.

Últimas de Rio De Janeiro