Portal pede informações sobre envolvidos em assaltos em trilhas na Zona Sul

Sete suspeitos já são considerados foragidos da Justiça. No dia 5, grupo roubou turistas no trecho do Parque Lage

Por O Dia

Rio - O Portal dos Procurados divulgou um cartaz, na manhã desta terça-feira, oferecendo uma recompensa de R$ 1 mil por informações que levem aos envolvidos nos assaltos em uma trilha que dá acesso ao Cristo Redentor, no Parque Nacional da Tijuca, Zona Sul do Rio. Ao todo, sete suspeitos já são considerados foragidos da Justiça;

Os nomes dos acusados são: Luiz Henrique da Silva Fonseca, de 28 anos; Romário Cosme de Assis, 24; Wallace Guilherme Soares Silva, 22; Rafael Vicente Ferreira, 24; Lucas Lima Luiz Vicente, de 21; Wesley Ulisses de Sousa Santana Santos, de 18 e Juan Sebastião Lourenço Guerra. 

Portal dos Procurados divulgou cartaz com os suspeitos de assaltar trilheirosDivulgação

Segundo a polícia, um deles participou de um roubo a dois turistas, no dia 5, na trilha que começa no Parque Lage. Ele e os outros assaltantes, armados, abordaram as vítimas e levaram seus celulares, óculos de sol, relógios, calçados e dinheiro.

Na última sexta-feira, policiais da Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (Deat) e da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Cerro Corá fizeram uma operação no Morro do Cosme Velho, também na Zona Sul do Rio, para prender os acusados. A operação tinha como objetivo cumprir mandados de prisão expedidos pela 29ª Vara Criminal da Capital.

Participaram da operação também policiais militares do Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPTur) e do Comando de Polícia Ambiental (CPAm). A delegada destacou que essa operação surgiu após seis meses de investigação da especializada.  

De acordo com as investigações, o índice de assaltos nessa trilha teria aumentado nos últimos meses por causa do crescimento de operações da UPP na comunidade do Cosme Velho. Por causa disso, os traficantes do morro permitiram a utilização da trilha para assaltos na região. Com a repressão ao tráfico e ao roubo de cargas, os assaltantes estão usando esses roubos a turistas como mais uma forma de conseguir dinheiro para a quadrilha.    

Quem tiver qualquer informação sobre a localização dos acusados citados, pode denunciar pelo WhatsApp ou Telegram dos Procurados (21) 98849-6099; pela mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, pelo Facebook: https://www. facebook.com/procurados.org/, ou pelo aplicativo do Disque Denuncia Rio. Em todos os canais de denúncias, o anonimato é garantido. 

Todas as informações sobre os envolvidos estarão sendo encaminhadas para a Deat, que está encarregada das investigações e do inquérito criminal.

Últimas de Rio De Janeiro