Justiça nega habeas corpus a réus por agressão a transexual e irmã

Episódio foi filmado por testemunhas e postado em redes sociais

Por O Dia

Rio - Desembargadores da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro negaram o pedido de habeas para Rodrigo Luiz Silva Soares e para Cleiton da Silva Gomes, dois dos três acusados de agredir de forma brutal uma transexual e sua irmã em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, em setembro de 2016.  Na ocasião, o vídeo da agressão feito por testemunhas e enviado para o WhatsApp do DIA (98762-8248), viralizou nas redes sociais, causando indignação na população.

Três homens agridem brutalmente vítimas em rua de Santa Cruz%2C em plena luz do diaReprodução Vídeo


Rodrigo e Cleiton, juntamente com Jorge Batista Inácio Júnior, que também está preso, utilizaram um pedaço de madeira e uma faca para agredir a transexual - que consta nos autos do processo com o nome no masculino - e a irmã dela, Luciana, que tentava defendê-la. Somente pararam quando a vítima desmaiou.

O julgamento do habeas corpus de Rodrigo foi nesta quinta-feira, e o de Cleiton, no último dia 18. A defesa dos acusados alegou que a prisão preventiva é desnecessária, já que  ambos têm bons antecedentes, endereço fixo e trabalho.

Os magistrados entenderam que a prisão preventiva foi devidamente fundamentada. Além disso, a eventual primariedade e bons antecedentes não impedem o decreto da prisão. Na próxima segunda-feira, dia 31, será realizada mais uma audiência de instrução e julgamento dos acusados na 4ª Vara Criminal.

Últimas de Rio De Janeiro