Assalto em shopping e perseguição assustam moradores da Tijuca

Bandidos roubaram uma loja da Vivo no Shopping Tijuca

Por O Dia

Loja da Vivo fechada após tentativa de assaltoReprodução Internet

Rio - Um assalto deixou os moradores da Tijuca assustados na tarde desta quinta-feira. Criminosos roubaram a loja da Vivo do Shopping Tijuca, o que provocou pânico e correria no centro comercial. Algumas lojas chegaram a fechar as portas.

Segundo a PM, quatro homens participaram da ação no local. Um policial à paisana, que estava fora do shopping, acionou militares do 6º BPM (Tijuca). Na fuga, outros seis bandidos se juntaram ao grupo. 

Os PMs perseguiram os criminosos e houve confronto entre as ruas Baltazar Lisboa e Pereira Nunes. O bando ainda roubou dois carros na Rua Barão de Mesquita, mas se envolveu em um acidente pouco antes do 6º BPM.

Após a troca de tiros, o policial à paisana ficou ferido e foi encaminhado ao Hospital Central da PM, no Estácio. 

Um dos bandidos também se feriu e foi socorrido ao Hospital Municipal Souza Aguiar. Ainda não há informações sobre o estado de saúde dos dois. Os outros oito suspeitos fugiram a pé pelas ruas do bairro. Os PMs conseguiram apreender uma pistola e recuperaram os celulares roubados na loja. O caso foi registrado na Cidade da Polícia.

PMs recuperam celulares roubados no shopping Tijuca e apreenderam uma pistolaWhatsApp O DIA (98762-8248)

Por meio de redes sociais, clientes relataram o episódio."Roubo no Shopping Tijuca!! Isso porque os militares estão nas ruas... Imaginem se não estivessem", escreveu uma pessoa. "Polícia, a pé, atirando pela rua... Pessoas no chão, carros subindo calçadas... Que perigo!!!! Parecia que os tiros eram dentro da minha casa...", postou outro. 

A assessoria do Shopping Tijuca confirmou o assalto e informou que "o empreendimento está funcionando normalmente e está à disposição para ajudar as autoridades no que for necessário".

Rotina violenta

Por volta das 8h, um homem ficou ferido durante uma tentativa de assalto na Rua Adolfo Mota, na Tijuca. O motoqueiro Deivison L. Souza, 31 anos, foi baleado no braço ao reagir a um ataque de dois bandidos em outra moto que o perseguiam desde a Avenida Maracanã. 

Deivison chegou a pedir socorro no Hospital Pronto Baby, situado na rua onde aconteceu o crime. Após ser atendido por plantonistas, o motoqueiro ferido foi encaminhado para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro do Rio. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, ele passou por uma cirurgia e seu estado de saúde é estável. 

Já os bandidos fugiram sem levar a moto. A polícia investiga o caso e vai analisar imagens de câmeras da região para tentar identificar os criminosos. 

Colaborou o estagiário Matheus Jorio


   

Últimas de Rio De Janeiro