Justiça mantém prisão de Rafael Braga

Recurso de habeas corpus foi julgado nesta terça. Ex-catador de lixo foi condenado por tráfico, entretanto, defesa alega que prisão foi arbitrária

Por O Dia

Rio - A Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) decidiu que Rafael Braga continuará preso. O recurso de habeas corpus foi julgado nesta terça-feira e a relatora do processo foi a desembargadora Katya Maria de Paula Menezes Monnerat.

Rafael BragaReprodução Internet

No dia 20 de abril deste ano, Rafael foi condenado pela 39ª Vara Criminal do Rio a 11 anos e três meses de reclusão, em regime inicialmente fechado, após ter sido denunciado pelo Ministério Público estadual por tráfico de drogas e associação para o tráfico.  

Rafael está preso desde o dia 12 de janeiro de 2016 no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste. Segundo a polícia, ele foi flagrado por PMS que faziam uma operação na Vila Cruzeiro, no Complexo de Favelas do Alemão, na Zona Norte da Rio, com seis decigramas de maconha e nove gramas de cocaína. Entretanto, a defesa do rapaz alega que a prisão de Rafael é arbitrária e foi forjada pelos policiais. 


Últimas de Rio De Janeiro