Santa Teresa vai ter sistema de videopatrulhamento ligado ao COR

De acordo com prefeitura, projeto será custeado por empresários dos setores de gastronomia e hotelaria do bairro

Por O Dia

Rio - Santa Teresa ganhará um sistema de câmeras ligado ao Núcleo de Videopatrulhamento da Guarda Municipal (GM-Rio), que funciona no Centro de Operações Rio (COR). O complexo será composto de 40 câmeras, que serão instaladas nos principais pontos do bairro e as imagens serão acompanhadas em tempo real pelo núcleo, que acionará equipes de guardas municipais e da Polícia Militar quando identificarem a ocorrência de delitos. O projeto foi apresentado nesta quarta-feira, durante evento Museu do Amanhã, na Zona Portuária do Rio.

Santa Teresa terá sistema de videopatrulhamento ligado ao CORDivulgação

De acordo com a Prefeitura do Rio, o projeto será custeado por empresários dos setores de gastronomia e hotelaria do bairro, a partir de parceria intermediada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Emprego e Inovação (SMDEI). "A cidade conta, hoje, com uma união dos três níveis de governo para enfrentar a violência ", destacou o secretário municipal de Ordem Pública (Seop), Paulo Amêndola.

As equipes compostas por 12 guardas municipais, por turnos de 24 horas, acompanham em tempo real as imagens geradas por câmeras da Prefeitura, e identificam a prática de delitos. Equipes da GM-Rio ou das forças policiais são acionadas com o objetivo de deter os infratores e, simultaneamente, equipes são deslocadas para atender a vítima. Em seguida, as imagens são enviadas à delegacia onde servem como prova do crime.

O projeto-piloto de videopatrulhamento está em operação na orla do Leme, Copacabana e em um trecho de Ipanema. No entanto, a expansão para o restante da orla está em estudo. "Mesmo em fase de projeto-piloto, o videopatrulhamento já está contribuindo para coibir pequenos delitos, resultando em prisões de infratores", afirmou Landeira.

Lucio Macedo, diretor de planejamento e relações institucionais da Riotur, detalhou o plano estratégico de turismo da Prefeitura, que tem como meta aumentar em 20% o número de turistas no Rio, em 2017, o que corresponde a um impacto econômico positivo de R$ 6,1 bilhões na economia carioca e a 99 mil novos postos de trabalho. 



Últimas de Rio De Janeiro