Reajuste do IPTU: vereador do PMDB tenta adiar votação prevista para hoje

Parlamentares que assinaram emendas propostas pelo peemedebista Chiquinho Brazão, contudo, ameaçam recuar

Por O Dia

Rio - O vereador Chiquinho Brazão (PMDB), que faz oposição ao prefeito Marcelo Crivella (PRB), quer adiar a votação do reajuste do IPTU prevista para logo mais na Câmara Municipal. A ideia é apresentar 11 emendas ao projeto ainda nesta terça-feira, contrariando o líder do governo, Paulo Messina (Pros), que afirma ter feito acordo para que as emendas só fossem apresentadas amanhã.

"Tenho 30 assinaturas de apoio às emendas e pretendo apresentá-las hoje. Não participo do acordo que o Messina fez, para só apresentar as emendas amanhã por meio das comissões. Acho que os vereadores devem apresentá-las individualmente, para ter mais debate em torno do projeto. Se for pelas comissões, o Executivo (a prefeitura) tem mais chance de moldar as emendas da forma que melhor lhe convenha", diz Brazão.

Para que uma emenda seja apresentada, precisa do apoio de pelo menos 17 parlamentares. Um problema para o peemedebista é que alguns vereadores que assinaram o documento agora tentam retirar seus nomes. "Só vou saber quantas assinaturas terei em apoio na hora que apresentar as emendas. Acredito que ainda terei quantidade suficiente."

A questão promete incendiar a Câmara logo mais. A votação está prevista para sessão extraordinária a partir das 18h.

Últimas de Rio De Janeiro