Guarda ganha 100 motos

Veículos serão utilizados para patrulhamento, que começa hoje em Copacabana

Por O Dia

Rio - A Guarda Municipal ganhou ontem 100 novas motos para patrulhar as vias do Rio. Os veículos foram financiados pela iniciativa privada — outros 150 ainda serão entregues. A expectativa da prefeitura é que a frota do programa de Motopatrulhamento chegue a 350. Uma ‘motoata’ que foi de Campo Grande a Copacabana marcou o lançamento do programa.

‘Motoata’ dos guardas percorreu diversos bairros da cidade%2C de Campo Grande até a orla de CopacabanaDivulgação

Inicialmente, 74 agentes participarão da iniciativa. Serão 20 guardas por dia em cinco equipes com três motos cada, circulando das 7h às 19h. A patrulha começa hoje em Copacabana. Na próxima semana, o programa chega a Campo Grande, Bangu, Barra da Tijuca, Madureira e Centro.

O prefeito Marcelo Crivella anunciou que a novidade torna a frota de motos da GM do Rio a maior entre as capitais brasileiras. A guarda tinha 79 veículos, a maioria alugados para controle de trânsito. “A guarda passou a ser uma força auxiliar à Polícia Militar”, discursou.

A inspetora geral da GM, Tatiana Mendes, afirmou que o motopatrulhamento aumentará a integração com as polícias Civil e Militar, especialmente com informações de inteligência no monitoramento das manchas criminais.

“Já atuamos na mesma radiofrequência, só faltava estarmos juntos no dia a dia. A mobilidade é um fatos importante. A moto chega com maior rapidez e eficiência nos lugares”, disse ela.

Com os veículos doados, volta a existir o Grupamento de Guardas Motociclistas (GGM). A divisão havia sido extinta em 2011.

Últimas de Rio De Janeiro