Adolescente morto no Chapadão é enterrado

Denilson de Souza Moraes foi enterrado nesta quinta-feira no Cemitério de Ricardo de Albuquerque, na Zona Norte do Rio

Por O Dia

Rio - O corpo do jovem Denilson de Souza Moraes, de 16 anos, foi enterrado na tarde desta quinta-feira, no Cemitério de Ricardo de Albuquerque, na Zona Norte do Rio. O adolescente morreu após ser atingido por um tiro quando trabalhava em um ferro-velho no Complexo do Chapadão, na última terça. Ao menos 300 pessoas acompanharam o cortejo.

Adolescente morto no Chapadão é enterrado no RioRommel Pinto/Parceiro/Agência O Dia

Durante o velório, a irmã do adolescente, Priscila Moraes, de 25 anos, passou mal e precisou ser amparada por familiares. A todo momento, Priscila pedia para que o irmão acordasse. 

Segundo a família de Denilson, ele foi atingido no pescoço no momento em que queimava cobre em um 'ferro velho' onde trabalhava. Ele chegou a ser socorrido para o Hospital Estadual Carlos Chagas, mas não resistiu.

Denilson de Souza Morais%2C de 16 anos%2C foi morto no Complexo do ChapadãoReprodução Facebook

Procurada pelo DIA, a Polícia Militar informou que PMs de unidades subordinadas ao 2º Comando de Policiamento de Área (CPA) fizeram uma operação contra roubo de cargas, no Chapadão e na Pedreira, na terça-feira. A Corregedoria da Polícia Militar instaurou um inquérito policial militar (IPM) para investigar o caso, informou a PM. 

"Nunca imaginei perder um filho assim. Eu estava trabalhando quando fui avisado [do crime]. O padrasto dele me ligou. Está sendo uma tristeza. Não sei o que vai ser de agora em diante. Mataram um rapaz inocente", disse o pai do adolescente, Cremilson de Moraes Dionísio, 43 anos. 


Últimas de Rio De Janeiro