Bienal começa com extensa programação cultural e com muitas novidades

Logo na entrada, os visitantes serão recebidos por uma novidade que promete muitas selfies: um mural de 600 metros quadrados feito pelo artista Eduardo Kobra

Por O Dia

Rio - Já dá para sentir o cheirinho de livro novo no ar. A Bienal do Livro começa hoje e vai até o dia 10, no Riocentro. Logo na entrada, os visitantes serão recebidos por uma novidade que promete muitas selfies: um mural de 600 metros quadrados feito pelo artista Eduardo Kobra.

O artista Eduardo Kobra celebra os 40 anos do Riocentro com muralDivulgação

O paulista uniu dois símbolos dos cariocas: o Cristo Redentor e o Calçadão de Copacabana, para homenagear os 40 anos do Riocentro. Kobra já tinha deixado sua marca na cidade no mural 'Todos Somos Um', que ocupa 2.550 metros quadrados no Boulevard Olímpico, considerado o maior grafite do mundo.

Outra garantia de experiência visual é a instalação da Praça da Língua, que homenageia o Museu da Língua Portuguesa de São Paulo. Em painéis de 30 metros quadrados, trechos clássicos da nossa poesia, prosa e música serão projetados em uma espécie de planetário do idioma. É a primeira vez da exposição no Rio. O Museu de São Paulo foi fechado em 2015 após um incêndio.

Na programação cultural da Bienal, o destaque fica por conta do ator Rafael Vitti, do elenco da novela 'Rock Story'. Ele participa da mesa 'Poesia em toda parte', às 18h na 'Arena #SemFiltro', com mediação da poetisa Viviane Mosé.

No novíssimo 'Geek & Quadrinhos', Carlos Ruas fala, às 18h, sobre suas tirinhas politicamente incorretas 'Um Sábado Qualquer', em que Deus é um dos personagens. Jogos de tabuleiro e espaços de interatividade com realidade virtual também devem entreter os visitantes. No 'Café Literário', os escritores Lya Luft, Edney Silvestre e Eduardo Spohr homenageiam o editor Sérgio Machado às 18h30.

Últimas de Rio De Janeiro